Instituto da Mata (IM)

Quem Somos

Situado na Zona Rural do município de Mata de São João, Litoral Norte da Bahia, o Instituto da Mata (IM) é uma organização sem fins lucrativos qualificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) que nasceu para promover a conservação da biodiversidade, transformando as riquezas naturais em fonte de estudo, pesquisa, restauração florestal, soluções paisagísticas e meio de desenvolvimento das comunidades tradicionais.

Fundada em 2012, a organização surgiu em resposta à degradação da Mata Atlântica e da cultura de comunidades tradicionais. Hoje, o IM cultiva milhares de mudas nativas da Mata Atlântica e desenvolve projetos que compõem um diversificado mix de produtos e serviços, os quais têm sua renda revertida para a manutenção do programa de conservação da Biodiversidade.

 

Como tudo começou…

Na década de 70, meu pai, Prof. Elsimar Coutinho, tornou-se proprietário da Fazenda Nossa Senhora da Paz, no município de Mata de São João, Estado da Bahia. Esta propriedade possuía em sua paisagem, um remanescente de aproximadamente 450 hectares de Mata Atlântica, além de outros fragmentos menores e áreas de pasto. Assim, com o intuito de garantir a manutenção da umidade do ar na fazenda, este remanescente foi definido como área de preservação. Contudo, devido a sua grande diversidade, moradores de comunidades vizinhas passaram a invadi-lo em busca de alternativas para atendimento a interesses pessoais, tornando-a constante alvo da caça predatória de animais silvestres, retirada ilegal de madeira e invasões por parte de posseiros.

Diante disso, motivada pela necessidade de preservar um dos poucos fragmentos de Mata Atlântica da região norte do Estado da Bahia, nos engajamos através da pesquisa científica à verdadeiramente conservar aquele fragmento de mata. Assim, a partir da necessidade de consolidar o grupo, que contou com o apoio e parceria de outras empresas e instituições, foi criado o Instituto da Mata.

Atualmente, por meio dos nossos produtos e serviços adquirimos um potencial de alcance ainda maior na conservação, através da produção de mudas nativas da Mata Atlântica, reflorestamos áreas degradadas e contribuímos para a sustentabilidade dos recursos naturais e socioambientais em outras regiões também.

Através destas, e de ações futuras, pretendemos nos tornar cada vez mais eficientes para que possamos, seguindo a nossa visão e valores, cumprir a nossa missão.

Diretora do Instituto da Mata

Tess Coutinho